Informações ao Paciente

Como paciente você será informado sobre sua condição, tratamento recomendado, riscos e perigos envolvidos. Estas informações têm a finalidade de mantê-lo bem informado para que possa decidir  melhor o seu  tratamento.
Na maioria dos casos ortodônticos, melhorias significativas podem ser obtidas . Os procedimentos de tratamento ortodôntico são baseados nas melhores indicações para cada caso, e, como em qualquer outro tratamento ,têm riscos e limitações inerentes. É difícil prever quais pacientes podem encontrar problemas, mas os riscos e limitações potenciais devem ser compreendidos antes do início do tratamento.

Caso surjam dificuldades imprevistas, os planos de tratamento poderão ser revistos. O diagnóstico e o plano de tratamento estão sujeitos à mudança, uma vez que a resposta do organismo e padrões de crescimento são observados.Sinta-se sempre à vontade para tirar todas as suas dúvidas.

Cooperação do Paciente

A falta de cooperação do paciente é a causa mais comum de comprometimento e aumento do tempo de tratamento. As orientações devem ser seguidas à risca. Higienização impecável, utilização dos elásticos, cuidados com o aparelho(evitar alimentos duros), uso de aparelho extra-bucal e comparecimento às consultas são fatores de extrema importância. Se o paciente for criança é importante que os pais acompanhem o tratamento de seus filhos e se certifiquem de que estejam seguindo as orientações do Ortodontista. O sucesso do tratamento ortodôntico depende do esforço de um trabalho em equipe: dos pacientes, dos pais, do pessoal auxiliar e do Ortodontista.

Reservamos o direito de remoção da aparatologia e interrupção do tratamento nos casos em que, mesmo após repetidas orientações do disposto acima, o(a) paciente continue resistente, não modificando o seu comportamento, o que fatalmente comprometerá o resultado final do tratamento.

Descalcificações, cáries e problemas periodontais

O aparelho ortodôntico facilita o acúmulo de restos de comida, aumentando os riscos de cárie e aparecimento de manchas brancas. Você deve escovar sempre imediatamente após às refeições ou após comer algo, ou então, enxaguar bem a boca quando a escovação não for possível. Comidas que sejam duras ou grudentas devem ser evitadas, tais como milho verde, pipoca, amendoim, cana-de-açúcar, chicletes, balas, frutas(maçã, manga, goiaba, pêra – devem ser cortadas em pedaços), pé-de-moleque, caneta, osso, torresmo, cenoura crua, etc. O aparelho ortodôntico favorece a inflamação gengival, que pode ser controlada com um boa higienização.. Aparelhos removíveis, bandas e braquetes danificados pelo paciente pela não observação de tais cuidados serão cobrados à parte. .

Dor ou desconforto

Após os ajustes do aparelhos ortodônticos o paciente poderá sentir certo desconforto, que, em geral, não dura mais de 24h ou 48h. A sensibilidade varia de paciente para paciente. Evitar alimentos duros diminui o desconforto. Irritações na bochecha e gengivas podem ser aliviadas com o uso de cera odontológica. Converse com o seu Ortodontista.

Perda de vitalidade dentária

A perda de vitalidade dentária é rara, mas pode acontecer. Um dente que tenha sofrido traumas poderá perder a sua vitalidade mesmo após um longo período de tempo, com ou sem qualquer tipo de tratamento. Um dente desvitalizado pode apresentar reações adversas durante a movimentação dentária, e precisa de tratamento endodôntico (canal), uma vez que a Ortodontia pode aumentar estes riscos.

Reabsorção de raiz dental

A diminuição do comprimento da raiz dental pode ocorrer com ou sem tratamento ortodôntico. Trauma, impacto, movimentação e desordens endócrinas podem levar a uma reabsorção radicular. O tratamento ortodôntico aumenta este risco. De um modo geral, eventual encurtamento da raiz dental ocorrido durante o tratamento ortodôntico são considerados de pouca importância.

Movimentos dentários pró-tratamento

Os dentes têm a tendência de voltarem às posições originais, chamadas de recidivas. Rotações e apinhamentos dos incisivos inferiores, algum espaçamento nas áreas de extração ou entre os incisivos superiores são exemplos comuns. Problemas muito severos tendem a ter mais recidiva. No plano de tratamento, os aparelhos de contenção são tão importantes quanto os braquetes, portanto, o uso correto da contenção ajudará a minimizar o risco de recidiva. Caso seu aparelho de contenção quebre, suspenda o uso e comunique-se com o seu Ortodontista imediatamente.

Atendimento

O Ortodontista, prestará atendimento no intervalo de 4 em 4 semanas, ou no espaço de tempo que julgarem necessário, tentando obedecer ao horário marcado, mas contando com a flexibilidade exigida por procedimentos que sejam necessários e não previstos. Tente ser pontual, pois isso beneficiará a ambas as partes.

O paciente que não comparecer à consulta ficará responsável por telefonar para o consultório solicitando novo horário.
O paciente que se ausentar do consultório por mais de 90 (noventa) dias, ou que deixar de efetuar os pagamentos por idêntico período, será considerado tratamento cancelado, não cabendo, a partir de então, nenhuma responsabilidade ao Ortodontista.

A presença dos pais ou responsáveis na sala clínica é necessária apenas no dia da consulta inicial. Durante o período de tratamento, pode aguardar na sala de espera enquanto o paciente é atendido.

Honorários

As mensalidades não estão vinculadas ao comparecimento do paciente à consulta mensal. Se o paciente faltar ou não marcar consulta em um determinado mês, por motivo de viagem, férias, esquecimento, etc, o pagamento deverá ser efetuado normalmente.

Voltar